Caixa libera calendário atualizado para janeiro

[ad_1]

Alguns beneficiários do auxílio emergencial, pago até dezembro do ano passado, ainda não puderam movimentar o valor do benefício em espécie. Embora os créditos na conta poupança digital já tenham se encerrado, ainda há novas datas para a liberação de transferências e saques.

O calendário divulgado pela Caixa Econômica Federal para saque em espécie vai até o dia 27 de janeiro, quando os nascidos em dezembro poderão ter acesso ao seu auxílio.

Até o fim desse calendário, sete grupos de cidadãos que já receberam o valor na poupança social digital e querem ter acesso ao dinheiro vão poder fazer isso. As liberações ocorrerão nas seguintes datas:

  • Nascidos em junho – 13 de janeiro;
  • Nascidos em julho – 15 de janeiro;
  • Nascidos em agosto – 18 de janeiro;
  • Nascidos em setembro – 20 de janeiro;
  • Nascidos em outubro – 22 de janeiro;
  • Nascidos em novembro – 25 de janeiro;
  • Nascidos em dezembro – 27 de janeiro.

Fim do auxílio emergencial?

Até o momento, as liberações do dia 27 de janeiro serão as últimas do auxílio emergencial previstas pelo governo federal. Ainda não há confirmação sobre a prorrogação do benefício para o decorrer de 2021.

Contudo, parlamentares estão se movimentando e escrevendo projetos para estender o auxílio. Um deles é o projeto de lei (PL) do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que chegou a afirmar que há conversas para incluir o texto na pauta do Congresso.

“O fato é que, por conta da inércia do governo federal, simplesmente não teremos um programa nacional de vacinação em execução antes de março. É preciso fazer essa ponte para manter o mínimo de estabilidade social até lá”, avaliou Vieira.

Criado em abril para ajudar os brasileiros mais vulneráveis em meio a pandemia de coronavírus, o auxílio emergencial contou inicialmente com três parcelas de R$ 600. Logo depois, foi prorrogado para mais duas parcelas de R$ 600 e, em seguida, para mais quatro parcelas de R$ 300.

Leia mais: Auxílio emergencial será pago em 2021 se governo tomar esta medida, afirma senador



[ad_2]

Source link