Saiba quem recebe antecipadamente no início de 2021


O decreto nº 10.410, publicado no Diário Oficial da União de 1º de julho de 2020, determinava a antecipação do pagamento do 13º salário do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Em 2021, a medida continuará valendo, e portanto, os beneficiários poderão receber o pagamento novamente de forma antecipada.

A antecipação do 13º salário do INSS foi uma das iniciativas do Governo Federal para aquecer a economia após o forte impacto da pandemia de Covid-19. Neste ano, a primeira parcela do pagamento, que corresponde a 50% do benefício, deve ser paga em agosto, enquanto a segunda será liberada no mês de novembro.

Antecipação do 13º salário INSS

Poderão receber antecipadamente o 13º salário do INSS os segurados que recebem os seguintes benefícios:

  • Aposentadoria
  • Pensão por morte
  • Salário-maternidade
  • Auxílio-doença
  • Auxílio-acidente
  • Auxílio-reclusão

Com o fim do auxílio emergencial, o governo elaborou um plano de contingência para o caso de uma nova onda da pandemia no Brasil. Uma das medidas previstas é a própria antecipação do 13º salário para os beneficiários do INSS.

Outra alternativa seria a liberação do abono salarial no fim do ano para os segurados que recebem benefícios no valor de até dois salários mínimos. Desta forma, o pagamento corresponderia a um 14º salário para aposentados e pensionistas.

Antecipação do benefício foi autorizada em 2020

No ano passado, uma das medidas de enfrentamento da crise econômica provocada pela pandemia do coronavírus foi a antecipação do 13º salário do INSS. Desta forma, o Governo Federal autorizou o pagamento das parcelas entre o final do mês de abril e início de junho.

Conforme o calendário definido pelo INSS, o 13º salário, que é pago em duas parcelas, deve ser depositado no final de cada ano. No entanto, em geral a primeira parcela é antecipada para agosto.

Ainda para apoiar a população afetada pela pandemia e movimentar a economia no país, um projeto tramitava no Senado com o objetivo de criar o 14º salário para aposentados e pensionistas do INSS.

Desta forma, a medida iria beneficiar os segurados que já haviam sacado o 13º antecipadamente, mas continuavam com a renda comprometida devido aos efeitos da pandemia. Entretanto, a proposta não foi aprovada a tempo e o abono emergencial não saiu em 2020.

Leia também: INSS: Aumento de limite da margem consignável é prorrogado para 2021





Source link